Total de visualizações de página

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

QUARTETO LINHA DE PASSE

Queridos amigos, a partir deste post abriremos espaço para a divulgação direta dos artistas locais, a começar pelo trabalho do Quarteto Linha de Passe, projeto musical do qual tenho a honra de fazer parte.

Assim dispõe o release do grupo:
“O samba é alegria, amor e poesia que embala o povo a sonhar...” (Vander Carvalho/Luiz Carlos/Ronaldinho). Eis a inspiração e a meta do Quarteto Linha de Passe. Cantar o samba de ontem e de hoje, revisitar os clássicos do gênero e apresentar as mais belas composições atuais, passeando pelas obras de Nelson Cavaquinho, Cartola, Paulinho da Viola, Chico Buarque de Holanda, Dona Ivone Lara, Arlindo Cruz, dentre outros.
O grupo nasceu em Natal, Rio Grande do Norte, fruto da união e de um sonho comum de quatro amigos: trazer para a capital potiguar o movimento musical de redescoberta do samba que se vê hoje no bairro carioca da Lapa. Em curto espaço de tempo, o projeto “Quarteto Linha de Passe” saiu do papel para os ensaios, e, dos ensaios, para a noite natalense — em setembro, o conjunto apresentou-se no Projeto Cultural do Praia Shopping com o show “clássicos do samba.”
As apresentações do Quarteto Linha de Passe — assistidas também em algumas festas fechadas — procuram mostrar algo a mais que a simples execução de um repertório refinado de sambas. Aliando simplicidade e personalidade nos arranjos musicais, o grupo procura também reproduzir no palco a áurea boêmia e poética que envolve a história desse importante gênero da música popular brasileira.
O quarteto é composto por Ayrton Neto (voz e percussão), Alex Amorim (voz e percussão), João Henrique Koerig (voz e cavaquinho) e Stenio Medeiro (voz e violão). Um analista de sistemas, um técnico de laboratório, um advogado e um fisioterapeuta, respectivamente. Amigos e profissionais que fazem do samba o ponto de encontro da alegria, da amizade, do entrosamento e da celebração à boa música.”

Apesar de atualmente o grupo ser composto por quatro músicos, existe uma cadeira a ser ocupada por um dos idealizadores do projeto – Vinícius Lins – nosso grande amigo que, em virtude de nomeação para o cargo de procurador federal do Estado de Rondônia, teve que se ausentar da cidade e, conseqüentemente, deixar o projeto.
Atualmente o grupo apresenta-se as sextas-feiras na AABB às 20h e aos sábados no A Saideira (Av Intergração) às 14h.
Além do resgate aos grandes clássicos do samba, o grupo iniciou um trabalho de composição e de pesquisa de sambas inéditos para uma eventual gravação.

Aproveitem o espaço destinado aos comentários para dar sua opinião sobre nossa proposta de trabalho. O que vocês acham do grupo? No que poderíamos melhorar? Fiquem à vontade.




Release digital:

Contato para shows:
(84) 9411.5556  (84) 9116.0375

22 comentários:

  1. Realmente é um projeto muito Showw !!! totalmente aprovado, sempre que posso estou tomando uma gelada e curtindo

    abraço jone

    ResponderExcluir
  2. João,

    Primeiro quero me desculpar pela ausência. Li os posts anteriores, mas não comentei nada.

    Sobre o blog, quero dizer que acho uma idéia muito interessante. Um espaço para os que fazem parte do cenário musical da cidade, como os músicos, compositores, intérpretes, divulgadores, pesquisadores e apreciadores se encontrarem e discutirem sobre o assunto.

    Sobre o post anterior, concordo com boa parte do seu pensamento. Realmente há uma supervalorização do que é de fora. Mas, na minha opinião, isso é uma característica que não se resume à música. Também se vê em qualquer outra manifestação artística (e não precisamos ampliar isso para outras áreas, porém sabemos que aqui valoriza-se quase tudo que é de fora). É uma cultura local que, me desculpe o trocadilho, favorece a aculturação. Sendo assim, não acredito que o valor que se dá à música que não é daqui seja "culpa" da citada empresa de eventos.

    Passando para o Grupo Linha de Passe, desde sempre gosto do trabalho. Acho que trazer pra Natal o movimento de exaltação do samba, seja ele antigo ou novo, é confirmar esse momento em que o samba e suas diversas formas de expressão estão em alta no cenário nacional, com a valorização dos grandes mestres da sua história, vivos ou não, e a revelação de novos talentos. Gosto disso porque as pessoas que já o admiram podem conviver com ele mais de perto, e as que ainda não o conhecem têm a oportunidade de conhecê-lo.

    O Linha de Passe sempre representou muito bem esse papel. Sabe aliar um repertório de músicas muito boas e uma boa execução, com arranjos próprios e, cada vez mais, uma ótima qualidade vocal. Quero parabenizá-los pela inciativa e dizer que admiro muito o trabalho de vocês, destacando a evolução que vejo a cada vez que os assisto ou ouço.

    Se quer saber de mim em que podem melhorar, aí vai minha sugestão: participem mais das nossas brincadeiras (formais ou informais). Assim vão melhorar e muito no nosso nível de amizade e todos ganharemos com o enriquecimento musical e social que a união sempre traz consigo. Não à toa, pra mim não há melhor expressão do samba do que uma roda de samba.

    P.S. - A sugestão é só uma brincadeira, mas não deixa de ser um desejo real de poder dividir com vocês as nossas farras musicais.

    Um grande abraço e parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir
  3. Danilo,
    Obrigado pelas palavras. A admiração é recíproca.
    Um grande abraço.
    JH

    Brandão,
    Realmente há uma super valorização da cultura externa. Com relação à empresa de eventos, na verdade, apenas relatei aquilo que pude vivenciar à época. De certa forma, concordo com você, essa valorização exacerbada já vem de muito tempo. Me arrisco até em dizer que vem desde que as tropas americanas aqui chegaram, na segunda guerra. Mas aí é papo pra outra ocasião, rsrsrs.
    A verdade é que o problema esta enrraizado. Cabe a nós levantarmos essa bandeira e agirmos.

    Obrigado pelas belas palavras dirigidas ao Linha de Passe. Posso te dizer que também admiramos o trabalho de vocês, mas prefiro guardar os elogios para o post sobre o Samboêmios que pretendo publicar aqui no blog.rsrsrs
    Quanto à sua sugestão, realmente estamos em falta, de modo que assumo aqui o compromisso de marcarmos uma reunião entre LINHA DE PASSSE e SAMBOÊMIOS, logicamoente regada à muita cerveja. rsrsrs.
    Abraços amigo.
    Seja bem vindo.

    ResponderExcluir
  4. O Linha de Passe tem um papel importante na divulgação e manutenção do samba em Natal; apesar de todos terem o passado negro, inclusve eu, hhehehe...quem nunca tocou a dança do karametade, né verdade?! Brincadeiras a parte, musica de qualidade é uma das características do grupo. Reforço o convite de Brandão de maior interação entre as bandas, quem sabe é o ponta pé inicial?!
    Abraços

    ResponderExcluir
  5. Grande Léo,
    De Karametade a Cartola é? Evoluimos heim? rsrsrs. A superficialidade das músicas dos grupos de pagode daquela época era tão grande que, mesmo tendo tocado essa que você citou, não faço a mínima idéia de como ela seja,rsrsrs. O fato é que a maturidade musical se concquista aos poucos, de modo que hoje podemos nos considerar, pelo menos, amantes da boa música.
    Valeu cavaco. Comente sempre.
    Abraços.
    JH

    ResponderExcluir
  6. Como tiete do Quarteto resolvi não me ausentar e parabenizar o grupo pelo crescimento, profissionalização e competência com que desenvolvem os shows. Aposto nas composições próprias e admiro a capacidade de criar arranjos perfeitos para as canções.
    Finalizo apenas dando força para que continuem a jornada de vocês com muito sucesso, façam-se presentes em todas as rodas de samba de Natal, afinal o samba é um movimento que une as pessoas e apostem nas mídias sociais que vocês bombam!

    Abraços,
    Patricia Liberato

    ResponderExcluir
  7. falar de linha passe é bem facil pra mim, afinal essa ideia me foi sutilmente surrupiada, EU SOU O AUTOR DA IDEIA ORIGINAL DO LINHA DE PASSE (pânico), mas é facil admitir que me realizo com as proezas do quarteto e que nao tenho a refinacao musical necessaria pra fazer parte desta banda, alias eu sou parte dessa banda, acho que cada coracao que sente as marcações do surdo de neto, as viradas do pandeiro de alex, os bordões do violao de stenio e o choro do cavaco de joão fazem parte desta banda, e estou ansioso pelo trabalho autoral e já to sabendo que tem uma parceria minha com stenio nesse meio e espero que tenham outras tambem pq ai eu farei parte oficialmente do melhor grupo de amigos que fazem musica do Brasil, grande abraço João!!!!

    ResponderExcluir
  8. João, parabéns pelo Blog! Um forma muito válida de engrandecer boas discussões sobre música, seja ela regional ou não.

    Nada mais justo do que abrir as postagens de divulgações da arte potiguar puxando, merecidamente, a sardinha pro "nosso" lado.

    Digo nosso porque ví o quarteto nascer e se desenvolver, as vezes até mesmo, humildemente opinando, sem nem mesmo ser perguntado.

    E a cultura potiguar tem muito a agradecer ao quarteto, pois abriu-se uma nova era no cenário natalense em que o SAMBA é aceito em qualquer ambiente mais sofisticado da sociedade.

    Abraços e no aguardo da próxima postagem.

    ResponderExcluir
  9. Patrícia,
    Obrigado pela participação e pelas dicas. Você acompanha nosso trabalho há muito tempo. Investir em mídia social é uma coisa que vem sendo batida constantemente em nossas reuniões. O problema é: quem vai se responsabilizar em postar no orkut, twitter, facebook, etc? O grupo sempre foi muito acomodado com relação a isso, e me incluo totalmente nessa acomodação, rsrsrs. Quero ver se pego umas dicas com nosso brother Rodrigo Linra (Pura Tentação). Ele sempre soube usar os recursos da mídia em favor da banda!
    Quanto à presença nas rodas de samba,realmente,precisamos voltar à ativa. Quem sabe ressuscitamos o bom e velho "samba do tigibú", rsrsrs.
    Abraços.
    JH

    Zaza,
    Demorou mais postou heim amigo? rsrsrs
    Obrigado pelos elogios. Pois bem. Em se tratando de execução instrumental,não posso dizer o mesmo, rsrsrs, mas te admiro muito pela criatividade de suas letras, por mais alucinógenas que elas sejam, rsrsrs. Para entender zaza, só com um litro de cana e um cigarro de menta!
    Quanto à autoria do projeto, em que pese sua habital e irreverente falta de modéstia,rsrsrs, poderíamos, com muito esforço, atribuir-lhe uma "co-autoria". Satisfeito? rsrsrs.
    Obrigado amigo, espero poder postar aqui alguma coisa sua. Abraços.
    JH

    Pedim Petta,
    Você presenciou o nascimento do grupo, detalhe, da janela de sua casa, lembra? rsrsrs.
    Tava ali sem fazer nada, escutou o primeiro ensaio de "Disritmia - Martinho da Vila", desceu e tomou uma gela com a gente, rsrsrs.
    Sua opinião será sempre bem vinda amigo.
    Obrigado pelas palavras.
    Manifeste-se sempre.

    JH

    ResponderExcluir
  10. Hique querido,
    Não tive mais tempo para acessar teu blog pois o vô esteve bem doente, estamos retornando hoje de POA,mas já está se recuperando bem graças a Deus.
    Pelos comentários que li, teu blog está fazendo sucesso, não?
    O importante é não desanimar e seguir em frente com o que te propuzeste fazer, não é?
    Um beijo com carinho da vó que te ama.

    ResponderExcluir
  11. Oi vó,
    Obrigado pelo carinho.
    Manda um beijo pro vô.

    JH

    ResponderExcluir
  12. Pessoal do Linha de Passe,
    Meu nome é Pablo Medeiros e conheci o trabaho de vocês na posse da Desembargadora Maria Zeneide (no TRE - COGE) e, desde então, não parei de ouvir o trabalho e divulgar para os amigos. Meu filho de 9 anos (HEITOR) não ouve outra coisa que não seja vocês.
    PARABÉNS PELO BELÍSSIMO TRABALHO !!
    PRECISAMOS DE MAIS GRUPOS COMO VOCÊS QUE LEVANTEM A BANDEIRA DA BOA MÚSICA.
    Não vejo a hora de comprar o próximo CD
    E-MAIL PARA CONTATO:
    pablomedeiros@tjrn.jus.br
    prgm00@gmail.com

    ResponderExcluir
  13. Pablo,
    Obrigado pelos elogios. Muito legal saber que o nosso trabalho está sendo apreciado até por crianças. Acho que é a prova de que o caminho é esse mesmo.
    O próximo cd já está sendo providenciado. Pretendemos lançar antes do natal.
    Um grande abraço pra vc e para o seu filho.

    João Henrique Koerig

    ResponderExcluir
  14. João,
    Você poderia me passar o BLOG oficial de vocês para que eu e meu menino possamos acompanhar o grupo? Pode enviar para o meu e-mail do TJRN ou GMAIL. OBRIGADO PELO RETORNO!!
    Cordialmente
    Pablo Medeiros

    ResponderExcluir
  15. Grande J., amigo especial e querido:
    Primeiro, parabéns pelo blog.
    Sempre bem escrito e em alto nível, lançando sempre boas ideias.
    Daqui de longe, tenho acompanhado o Linha de Passe com muita felicidade, mas sem supresas, pois sempre soube que o Projeto teria a grandeza que conquistou.
    É a mistura imbatível de talento, companheirismo, carisma e bom gosto musical.
    Tô lembrando agora do dia em que a gente concebeu o projeto lá no Delícia, tomando aquele chope gelado.
    Parece que foi ontem...
    Forte abraço!
    Até breve!
    Vinícius.

    ResponderExcluir
  16. Grande Vina, o quinto elemento....rsrsrsrs.
    Parece que foi ontem mesmo, e o mais surpreendente é que tudo que planejamos aconteceu, e continua acontecendo.
    Desenrole esse sete cordas aí e venha cair no samba com a gente.
    Vamos botar pressão no Procurador Geral de Justiça do RN pra ele te nomear logo, rsrsrsrs.

    Abraços
    JH

    ResponderExcluir
  17. Grande João, obrigado por divulgar o link deste blog que tão bem está divulgando os 'novos' nomes da música potiguar. Parabéns por este trabalho. Gostaria de tocar em 2 pontos:

    1. A 'linguagem' do blog e o 'ponto de vista' adotado para escrever sobre as bandas. Explico. A 'linguagem' pela simplicidade, leveza e objetividade com que vc escreve. fica muito fácil entender a sua mensagem. isso não é pra todos! já o 'ponto de vista', é pq acredito q vc inaugura (pelo menos q eu saiba), entre os músicos do samba e de maneira aberta na internet, uma perspectiva bastante saudável de 'falar do outro', q, no caso, são os outros, as outras bandas. no meio do samba natalense, acredito q sempre tivemos uma lógica ao falar dos outros: 'fulano num toca nada'; 'a banda de sicrano é uma M...' e por aí vai, né verdade?! ao 'inaugurar' uma perspectiva de falar dos pontos positivos das bandas, das qualidades, vc desperta nas pessoas uma nova 'ética de falar das bandas', especialmente no samba; uma 'ética do elogio'. é isso q os músicos de samba devem seguir, sua ética do elogio! q tal?!

    2. o segundo ponto é sobre a sua descrição do Linha de Passe (LP). achei q vc foi bastante humilde e econômico. na minha opinião, acredito q o LP fortaleceu o samba de raíz em Natal. atualmente, vejo as chamadas 'bandas de pagode' sendo 'obrigadas' a tocar, além do pagodinho romântico, o 'samba antigo'. a agelra está exigindo. isso se deve bastante à seriedade e o desfio q o LP assumiu e vem dando conta, estimulando assim outras bandas e músicos. este, sem dúvida, é um projeto do qual todos q gostam de samba gostaria de fazer parte efetivamente. daí, entendo o pleito do ilustre Zazá, e eu engrosso o Coro (rssss). Nesse sentido, aproveito pra reproduzir aqui o meu comentário na comunidade de vcs no Orkut (em 29.03.09), na perspectiva de falar um pouco mais do LP. é bem verdade que é do primeiro CD, mas ainda continuo achando a mesma coisa :-). segue em outro post...

    abrçs
    Fabinho - Magão

    ResponderExcluir
  18. Continuando meu post anterior...

    "Caros amigos do quarteto Linha de Passe, todo CD que se preze deve receber uma análise crítica. Não fui convidado, mas me senti bastante motivado a emitir a minha opinião aos membros da comunidade.

    Foi com bastante expectativa que baixei o CD de vocês. Confesso que estava bastante ansioso para ouvir o “produto final” deste tão importante trabalho de preservação e divulgação do samba tradicional. Adianto que, por já ter assistido algumas apresentações ao vivo, já esperava um CD de qualidade. Tal expectativa, entretanto, não foi correspondida! Isso mesmo; pois vocês conseguiram superar qualquer expectativa que alguém pudesse ter inicialmente! Na minha humilde opinião, o CD foi muito além! Com um repertório com músicas bem selecionadas e bem organizadas, vocês propiciaram aos ouvintes um passeio por várias épocas do samba brasileiro. Possibilitaram, ainda, o encontro com diversos compositores importantes não só do samba, mas da MPB. Equilibraram a escolha de músicas de maneira brilhante, mostrando que realmente “um samba velho é sempre novo”, que o samba é sempre atual independente de quando tenha sido produzido! Os arranjos originais e as conversas entres os vocalistas do grupo deram um toque especial. São quatro vozes primorosas que fica difícil definir quem seria melhor cantando uma ou outra música. Talvez seja por isso mesmo que as quatro vozes, em conjunto, empolgam os ouvintes, arrepiando os pêlos do braço. O cavaco de João está primoroso como sempre, mostrando porque, não raro, desperta ciúmes em muitos cavaquinistas de Natal. A harmonia discreta e sempre presente de Vinícius ao violão se destaca pela simplicidade e o respeito à harmonia geral das músicas, evidenciando que o papel do violão, acima de tudo, é o equilíbrio da harmonia. O pandeiro de Alex mais parece um pandeiro-tantã, conseguindo tocar um instrumento (pandeiro) dando a impressão de tocar outro (tantã) ao mesmo tempo, seja nas músicas mais lentas ou nos sambas mais corridos.

    A versatilidade e a parcimônia de Netinho chegou a um grau deveras respeitável, seja tocando surdo, reco-reco ou qualquer outro instrumento utilizado pelo quarteto, consolidando seu espaço como um bom percussionista de samba em Natal. Enfim, o quarteto Linha de Passe dá um passo, pra não dizer salto, para o próprio grupo e para o samba de Natal. Faltava um CD desse, de qualidade, e gravado por músicos dedicados há anos a esse ritmo musical que é por vezes tão desprestigiado em Natal. Com isso vocês mostram que o “samba merece respeito” pelos produtores de festas e de música de nossa cidade. Viva o verdadeiro samba!

    Aos amigos do Linha de Passe, desejo sinceros votos de sucesso!
    Um grande abraço,
    Fabinho (magão)."

    ResponderExcluir
  19. Grande Fabiinho.
    O que dizer desse seu comentário amigo? Muito obrigado. Quanto à ética, por sinal muito bem apontada por você, corroboro com seu entendimento. Acho que a maturidade nos deu o tom sincero para o elogio verdadeiro. Não há mais espaço para rivelidades infantis de outrora, rsrsrs.
    Com relação ao comentário que fizestes sobre o primeiro cd, agradaço mais uma vez e acrescento a ele o sentimento de aprendizado que extraímos daquela primeira experiência. Hoje, em vias de finalizar o terceiro, é que podemos ver o quanto evoluímos e, sem deixar a visão crítica de lado, o quanto ainda podemos evoluir. Sobre a autoria reivindicada por zazá e acompanhada por você, posso assegurar que sua participação naquele "projeto cartola", sutilmente engavetado por Vinícius, rsrsrs, foi de grande importância para a concretização do projeto Linha de Passe.
    Então amigo, por mais distante que você esteja, saiba que seu bom gosto musical e amizade sincera permanecerão sempre no espírito do grupo.
    Um grande abraço pra você e tudo de melhor em 2011.

    ResponderExcluir
  20. JH, rapaz, agora vc lembrou... saudoso 'Projeto Cartola'. foi nesta época q comprei o violão de sete cordas. o projeto já valeu, mesmo q naum tenha chegado aos paucos. os resquícios dele ainda ecoam, viu. é q Vinícius tb está estudando o violão de 7. isso é ótimo.
    Quando sair o novo cd, nos mantenha informado. daí, poderei escrever uma crítica mais atualizada e tb mais rigorosa! rsss. é justo, já que se passaram quase 2 anos, né não. tudo em prol da música natalense. sucesso! Fabinho - magão

    ResponderExcluir
  21. COSTUMO DIZER QUE O LINHA DE PASSE É "A LAPA EM NATAL". TRATA-SE DA MELHOR EXPRESSÃO DO SAMBA RAIZ DA NOSSA CIDADE E, CERTAMENTE, ASSIM SERIAM EM QUALQUER LUGAR EM QUE SE DISPUSESSEM A TOCAR, ATÉ MESMO NO RIO DE JANEIRO, BERÇO DOS BAMBAS.
    COM UM EXTREMO CUIDADO MELÓDICO E UM VOCAL PRIMOROSO, O QUARTETO AFIRMA SEU TRABALHO MONTADO EM UM REPERTÓRIO SAUDOSISTA E AO MESMO TEMPO CONTEMPORÂNEO, O QUE ACABA GERANDO EMPATIA IMEDIATA DAS MAIS DIFERENTES CORRENTES DE PÚBLICO.
    ATRAVÉS DELES, NATAL ACABOU SE IDENTIFICANDO COM O VERDADEIRO SAMBA, O RITMO MAIS GENUINAMENTE BRASILEIRO QUE EXISTE. ESSA CONTRIBUIÇÃO FOI MUITO IMPORTANTE E GENEROSA A TODOS NÓS, MÚSICOS E OUVINTES DE BOA MÚSICA.
    VIDA LONGA AO LINHA DE PASSE PELO BEM DA MÚSICA POTIGUAR.

    LUCIANO QUEIROZ.

    ResponderExcluir
  22. ola.. não conhecia vcs , mas depois de uma visita de um amigo meu ai de natal chamado kaleb é isso mesmo aquele do estudio, passei a ouvir e gostei muito ... muito satisfeito com o resultado parabens.. joão alexandre de guamare-RN

    ResponderExcluir